30
Mai 11

Combustíveis ficaram mais caros esta madrugada

O litro da gasolina voltou a custar mais de 1,60 euros em alguns postos do país.

Tal como o Económico antecipou na última sexta-feira, as gasolineiras subiram os preços dos combustíveis esta semana.

Nos postos de combustível da Cepsa, o preço do litro da gasolina aumentou dois cêntimos para 1,609 euros. Já o gasóleo subiu um cêntimo por litro fixando-se nos 1,399 euros.

No mesmo sentido, a BP aumentou o preço do litro do gasóleo em um cêntimo para 1,399 euros enquanto a gasolina ficou inalterada nos 1,599 euros.

Galp e Repsol ainda não mexeram nos preços, mas até ao final da semana é previsível que o façam já que as cotações da gasolina e do gasóleo nos mercados internacionais estão em alta.

O último relatório da Comissão Europeia mostra que Portugal tem dos combustíveis mais caros, antes e depois de impostos, entre os 27 Estados-Membros. Desde o início do ano, gasolina e gasóleo já subiram mais de 12 cêntimos por litro.

fonte:http://economico.sapo.pt/

publicado por adm às 13:32 | comentar | favorito
27
Mai 11

Combustíveis ficam mais caros na próxima semana

As petrolíferas até desceram os preços esta semana, mas o comportamento dos mercados antecipa que foi sol de pouca dura.

Os preços praticados pelas gasolineiras têm como base a cotação média da gasolina e do gasóleo na semana anterior. Segundo dados da Bloomberg, o preço do 'diesel' nos mercados internacionais subiu quase 4%, ao passo que a gasolina valorizou cerca de 3%.

O aumento dos preços dos combustíveis reflecte ainda a valorização do 'ouro-negro', que voltou a negociar acima dos 100 dólares o barril tanto em Londres como em Nova Iorque esta semana.

No dia de hoje, o crude, negociado em Nova Iorque, já era transaccionado a 100,65 dólares por barril, enquanto o barril de 'brent', negociado em Londres e que serve de referência para as importações nacionais, custava quase 116 dólares.

O preço de referência do litro de gasóleo em Portugal está em 1,384 euros, enquanto o preço da gasolina ronda os 1,594 euros por litro. As cotações podem no entanto variar nos postos de abastecimento, já que o preço fixado na rede tem de ter ainda em conta o nível de concorrência, da oferta e da procura em cada mercado e o nível de custos fixos de cada posto.

Desde o início do ano, o preço do 'diesel' já subiu mais de 11 cêntimos, enquanto a gasolina encareceu 10 cêntimos por litro. O último relatório da Comissão Europeia mostra que Portugal tem dos combustíveis mais caros entre os 27 Estados-Membros, antes e depois de impostos.

fonte:http://economico.sapo.pt/

 

publicado por adm às 23:51 | comentar | favorito
23
Mai 11

Preço da gasolina regista maior queda do ano

Um litro de gasolina custa agora menos de 1,60 euros e as gasolineiras admitem voltar a descer os preços durante esta semana.

Tal como o Económico antecipou na última sexta-feira, as gasolineiras desceram os preços dos combustíveis esta semana. Um litro de gasolina ficou até quatro cêntimos mais barato, o que é a maior descida em 2011.

Nos postos de combustível da BP, o preço do litro da gasolina desceu três cêntimos no sábado, disse ao Económico fonte da petrolífera britânica. Quanto ao gasóleo, "o preço mantém-se", acrescenta.

A mesma fonte salienta ainda que "é possível que os preços voltem a descer esta semana, uma vez que a tendência de quebra de preço das matérias-primas nos mercados internacionais mantém-se. E nesse caso provavelmente também no gasóleo", sublinha.

No mesmo sentido, a Galp cortou o preço do litro da gasolina em três cêntimos enquanto o gasóleo ficou mais barato em 0,5 cêntimos, avançou fonte da empresa ao Económico.

O mesmo sucedeu na Cepsa, onde os preços da gasolina e do gasóleo desceram quatro cêntimos e 0,4 cêntimos, respectivamente. Já na Repsol, o litro da gasolina 95 sem chumbo desceu 3,5 cêntimos enquanto o gasóleo ficou inalterado.

Os postos de marcas próprias também seguiram a tendência dos mercados. Nos Mosqueteiros (que controla os supermercados Ecomarché e Intermarché) "o preço da gasolina diminuiu em média entre três a quatro cêntimos por litro esta madrugada", salientou fonte da empresa.

Apesar destas descidas, os preços praticados actualmente em Portugal são dos mais elevados da União Europeia. O último relatório da Comissão Europeia mostra que Portugal tem dos combustíveis mais caros, antes e depois de impostos, entre os 27 Estados-Membros.

Desde o início do ano, o preço do 'diesel' já subiu mais de 11 cêntimos, enquanto a gasolina encareceu 10 cêntimos por litro.

 

 

 Combustíveis
 GasóleoVariaçãoGasolinaVariação

 

1.384€

 

- 0,5 cênt

 

1.594€

 

-3,0 cênt

 

1.389€

 

=

 

1.599€

 

-3,0 cênt

 

1.394€

 

=

 

1.599€

 

-3,5 cênt

 

1.389€

 

-0,4 cênt

 

1.589€

 

-4,0 cênt

 

 

fonte:http://economico.sapo.pt

publicado por adm às 13:38 | comentar | favorito
22
Mai 11

Preço dos combustíveis deverá descer

O preço dos combustíveis deverá descer e esta redução pode avançar já no sábado, na sequência dos mercados internacionais, onde o preço da gasolina desceu 3 por cento e o do gasóleo 1,3 por cento.

António Comprido, da Associação de Empresas Petrolíferas (APETRO), disse à Renascença que «é de esperar uma descida no preço de venda ao público na próxima semana», principalmente no caso da gasolina.

Note-se que já no início da semana a BP tinha descido o preço do litro do gasóleo em um cêntimo (para 1,389 euros), seguido da Galp (1 cêntimo), Repsol (0,5 cêntimos) e Cepsa (0,6 cêntimos).

fonte:http://www.abola.pt

publicado por adm às 15:39 | comentar | favorito
20
Mai 11

Gasolina desce até 4 cêntimos por litro na próxima semana

O preço da gasolina vai registar a maior descida do ano já no inicio da próxima semana.

O comportamento dos mercados antecipa uma descida dos preços dos combustíveis em Portugal. Segundo dados da Bloomberg, o preço da gasolina nos mercados internacionais desceu esta semana quase 3%. No entanto, no acumulado das duas últimas semanas, este combustível desvalorizou 6%, o que significa que - e passados dois meses - a partir de segunda-feira os consumidores portugueses vão pagar menos para abastecer o depósito nas bombas.

No mesmo sentido, as cotações do gasóleo recuaram 1,3%, permitindo antever uma nova descida dos preços a partir da próxima semana. Contudo, e face aos preços da gasolina, a descida será residual. Recorde-se que nas últimas semanas o 'diesel' desvalorizou cerca de quatro cêntimos por litro nos postos de abastecimento nacionais, sendo que desde Abril - altura em que registou um novo máximo histórico - já recuou perto de 6 cêntimos.

Contactada pelo Económico, fonte da Galp - que é líder de mercado - disse que esta semana "os preços nas bombas vão reflectir, como em todas as semanas, a cotação dos produtos nos mercados internacionais e no caso da gasolina a descida vai ser mais acentuada".

Já nos Mosqueteiros (que controla os supermercados Ecomarché e Intermarché) "os combustíveis vão descer na próxima semana, a acompanhar os movimentos das cotações de mercado, sendo que o preço da gasolina poderá diminuir em média entre três a quatro cêntimos por litro a partir de segunda-feira", salientou fonte da empresa.

O preço de referência do litro de gasolina em Portugal é actualmente de 1,629 euros enquanto o do gasóleo vale 1,389 euros. Desde o início do ano, o preço do 'diesel' já subiu mais de 11 cêntimos, enquanto a gasolina encareceu 14 cêntimos por litro.

O último relatório da Comissão Europeia mostra que os preços praticados actualmente em Portugal são dos mais elevados da União Europeia, antes e depois de impostos

fonte:http://economico.sapo.pt/

publicado por adm às 23:10 | comentar | favorito
18
Mai 11

Preço do gasóleo desce em todos os postos do país

BP, Repsol e Cepsa seguiram a Galp e desceram o preço do gasóleo. Preços da gasolina mantêm-se.

Nos postos de combustível da BP, o preço do litro do 'diesel' desceu 1 cêntimo para 1,389 euros. Já na Repsol, o litro do gasóleo diminuiu 0,5 cêntimos para 1,394 euros.

No mesmo sentido, a Cepsa desceu o preço do litro do gasóleo em 0,6 cêntimos para 1,393 euros.

Na segunda-feira, também a Galp procedeu à actualização do preço do gasóleo com uma descida de um cêntimo para 1,389 euros.

O preço da gasolina ficou inalteradado em todos os postos do país, no entanto, a manter-se o comportamento das cotações nos mercados internacionais, é previsivel que desça e de forma expressiva a partir da próxima segunda-feira.

O último relatório da Comissão Europeia mostra que os preços praticados actualmente em Portugal são dos mais elevados da União Europeia. Desde o início do ano, o preço do 'diesel' já subiu mais de 11 cêntimos, enquanto a gasolina encareceu 14 cêntimos por litro

fonte:http://economico.sapo.pt/

publicado por adm às 22:59 | comentar | favorito
16
Mai 11

Gasóleo desce um cêntimo na Galp

O preço de referência do gasóleo ficou mais barato esta madrugada nos postos da Galp.

Tal como o Económico antecipou na última sexta-feira, o preço do litro do gasóleo desceu um cêntimo. Já a gasolina ficou inalterada.

A petrolífera nacional explica a descida do 'diesel' com base "nas recentes desvalorizações dos preços do gasóleo nos mercados internacionais", que nas duas últimas semanas [de 2 a 14 de Maio] recuou mais de 4%.

Contas feitas e no espaço de uma semana [de 9 a 16 de Maio] nos postos da Galp o gasóleo ficou mais barato em quatro cêntimos.

Cepsa, BP e Repsol não procederam ainda a qualquer actualização dos preços dos combustíveis mas até ao final da semana é provável que façam reflectir as descidas das cotações nos mercados internacionais no preço final do produto.

O último relatório da Comissão Europeia mostra que os preços praticados actualmente em Portugal são dos mais elevados da União Europeia. Desde o início do ano, o preço do 'diesel' já subiu mais de 11 cêntimos, enquanto a gasolina encareceu 14 cêntimos por litro.

fonte:http://economico.sapo.pt/

 

publicado por adm às 23:40 | comentar | favorito
25
Jan 11

Petrolíferas: portugueses não estão é habituados a preços livres

Os portugueses reagem mal às variações contínuas de preço nos combustíveis, mas, para o presidente da Associação Portuguesa das Empresas Petrolíferas (APETRO), isso deve-se ao facto de não estarem habituados a preços livres.

«O mercado dos combustíveis é liberalizado e com grande volatilidade de preços», admitiu, sublinhando que «não me lembro de ter ido à padaria e pagar menos pelo pão porque os cereais baixaram nos mercados internacionais, ou de ir ao café e pagar menos porque a cotação do café caiu nos mercados internacionais. Podem dizer que os preços do pão e do café também não sobem quando as respectivas matérias-primas aumentam, isso é verdade. Mas o que eu quero mostrar com isto é que a mente dos portugueses não está habituada para lidar com variação de preços», disse António Comprido, num debate sobre energia, promovido pelo PSD.

O responsável sublinhou que, em Portugal, existe uma cultura de actualização de preços anual. «Não temos uma cultura de volatilidade de preço, por isso estranhamos», conclui.

«Como desde 2008 a tendência foi de subida, é claro que as pessoas associam isto a uma coisa má qualquer que um grupo de senhores faz num quarto escuro para tramar o coitado do consumidor», criticou.

«Não conheço nenhuma actividade que seja tão escrutinada, a Autoridade da Concorrência recebe toda a informação possível e imaginária do sector», afirmou, para assegurar que não existe concertação de preços em Portugal, ao contrário do que se diz.

«Se houvesse cartelização, ou a AdC andava muito distraída ou a indústria era muito inteligente», ironizou.

Afirmando que os preços altos convêm aos produtores, e não às empresas petrolíferas nem às gasolineiras, porque penalizam o consumo e esmagam as margens, António Comprido alegou que a concorrência não se faz só pelo preço, mas também pela qualidade, serviço, fidelização, descontos e promoções.

O responsável quis desfazer os «mitos» veiculados pela comunicação social sobre os preços dos combustíveis, nomeadamente que não há razão para que os preços dos combustíveis estejam hoje ao mesmo nível do verão de 2008, quando o petróleo rondava os 150 dólares no mercado internacional.

«Apesar de o petróleo estar hoje cerca de 50 dólares mais barato, a cotação da gasolina está a menos de 6 cêntimos do verão 2008», disse. Para além disso, lembrou, «há o efeito cambial, um aumento 2,5 cêntimos no IVA, e uma subida da margem bruta de referência, que paga custos de armazenagem, distribuição, transporte, etc., porque esta actividade também tem custos fixos e inflação».

O responsável apresentou ainda dados estatísticos para contrariar outros mitos como o de que os preços sobem mais depressa do que descem, e de que a subida dos preços é exclusiva de Portugal.
fonte:http://www.agenciafinanceira.iol.pt/

publicado por adm às 23:15 | comentar | favorito
tags:
24
Jan 11

Combustíveis: preços descem pela primeira vez este ano

BP, Cepsa, Galp e Repsol desceram, em média, o preço da gasolina e do gasóleo em 1 cêntimo

 

Os combustíveis vão descer pela primeira vez este ano. A BP, a Cepsa, a Galp e a Repsol decidiram baixar o preço do gasóleo e da gasolina.

Contactada pela Agência Financeira, a BP diz que vai reduzir o preço dos combustíveis em 1 cêntimo já a partir de amanhã. Os novos preços entram em vigor às 00h00 e a empresa revela que esta é a única descida que está prevista para breve. O gasóleo vai custar a partir de amanhã 1,339 euros e a gasolina 1,529 euros por litro.

Na Cepsa, os preços já foram actualizados. Numa nota enviada à AF, a empresa revela que a gasolina e o gasóleo desceram 1,4 cêntimos e 0,9 cêntimos, respectivamente. Assim, um litro de gasolina sem chumbo 95 passou a custar 1,519 euros enquanto o gasóleo vale 1,339 euros.

Para os preços da Repsol e segundo os dados da Direcção Geral de Energia e Geologia (DGEG), a última actualização foi feita esta segunda-feira. O preço da gasolina ronda os 1,533 euros e o da gasolina 1,348 euros.

AF também contactou a Galp. A petrolífera avançou que reduziu o preço do litro da gasolina e do gasóleo em 1 cêntimo. Com o corte no preço, um litro de gasolina custa agora 1,523 euros, enquanto o gasóleo vale 1,338 euros o litro.

fonte:http://www.agenciafinanceira.iol.pt/

publicado por adm às 23:11 | comentar | favorito
22
Jan 11

10 Conselhos para poupar na factura dos combustíveis

Com o preço da gasolina e do gasóleo perto dos máximos, todas as estratégias são válidas para fintar a subida da factura energética.


1 - Procure os postos mais baratos

Apesar dos preços dos combustíveis estarem a níveis elevados, nem todas as marcas têm preços iguais. Procure os locais onde os preços são mais baixos. Por norma, os postos de marca branca praticam preços inferiores. Esta prospecção pode valer-lhe muitos euros de poupança. A análise feita pelo Diário Económico mostra que no mesmo distrito há bombas que praticam preços com 20 cêntimos de diferença por cada litro de gasolina. Para ter acesso a esta informação nem precisa sair de casa. Basta visitar o site www.precoscombustiveis.dgge.pt.


2 - Aproveite os descontos das marcas

As petrolíferas estabelecem parcerias com várias entidades que permitem aos seus clientes a obtenção de descontos. A BP tem uma parceria com os supermercados Lidl. Por cada 20 euros em compras no supermercado, os clientes recebem um vale de desconto de até €0,06/litro em abastecimentos iguais ou superiores a 20 litros. Já a Galp tem parcerias com o Modelo e Continente. Quem fizer compras nestes super e hipermercados no valor superior a 40 euros recebe um vale de desconto de cinco cêntimos por litro de combustível na Galp. A petrolífera também tem uma parceria com a Zon. Os portadores do cartão My Zon Card têm um desconto de 6 cênt./litro de combustível. Também a Repsol tem diversas parcerias. Quem tiver o cartão Montepio Repsol tem direito a um desconto de 6 cêntimos de euros por litro nesta marca. Igualmente, clientes que tenham seguro automóvel contratado à Seguro Directo, beneficiam do cartão desconto directo, com desconto de €0,05/litro.


3 - Estude os percursos

Nos seus trajectos diários, ou mesmo em viagens longas, opte por estudar bem o percurso e a rota a adoptar para evitar percorrer quilómetros a mais. Há ainda uma curiosidade extra: deve evitar circular em estradas não alcatroadas. Isto porque os pisos de terra ou de cascalho podem aumentar o consumo de combustível até 30%.


4 - Partilhe o carro com mais pessoas

Se precisa do carro para se deslocar todos os dias para o trabalho, uma forma de optimizar os gastos com combustível pode passar pela partilha do carro com outros colegas que morem na mesma zona. Além disso, já existem algumas plataformas na Internet de ‘car pooling' ou de ‘carsharing' para permitirem que várias pessoas partilhem o mesmo automóvel. Em sites como o www.carpool.com.pt é possível encontrar parceiros compatíveis com o seu trajecto e estabelecer um acordo de partilha. O mesmo espírito está presente na iniciativa Galpshare. Os interessados poderão aderir a esta ideia através do site www.energiapositiva.pt .


5 - Uma condução estável ajuda a consumir menos

Os especialistas dizem que uma condução estável, sem arranques bruscos e travagens a fundo pode resultar numa poupança de gasolina. Para tal aconselha-se que os condutores façam a transição para uma mudança superior o mais cedo possível. Além disso, o site da www.energaia.pt recomenda os condutores que mantenham uma velocidade constante.


6 - Uso moderado do ar condicionado

O uso do ar condicionado pode ser muito agradável quando as temperaturas na rua são extremas. Mas este conforto tem um preço: o aumento do consumo de combustível. Segundo o site www.energaia.pt , o uso do ar condicionado pode levar a um acréscimo de consumo na ordem dos 20%. Mas ainda assim, se o veículo circular a uma velocidade média de 80 km por hora, o consumo de gasolina no caso do ar condicionado estar ligado é inferior ao consumo caso opte por levar as janelas abertas.


7 - Manutenção em dia

Uma condição essencial para evitar que o consumo de combustível suba é ter a manutenção do carro em dia. Isso significa que deve ter em atenção se a direcção está alinhada ou não, se os filtros de ar estão sujos ou se os pneus estão com a pressão correcta. Segundo a Agência Internacional de Energia, os pneus com pressão inferior à recomendada levam a um aumento do consumo acrescido de combustível que pode ir até 4%.


8 - Evitar as janelas abertas a grandes velocidades

Simples gestos podem significar poupanças consideráveis. Evitar levar as janelas do carro abertas em trajectos com velocidades mais elevadas é exemplo disso mesmo. As janelas abertas aumentam a resistência aerodinâmica do carro e, como tal, o consumo de combustível tende a subir até 5% nestas condições.


9 - Atenção à bagagem extra

Tudo aquilo que possa provocar atrito e resistência ao ar tem como consequência o aumento do consumo de combustível. Por isso mesmo, evite levar bagagem no tejadilho e, sempre que não sejam necessárias, retire as barras de apoio no tejadilho, bem como os suportes para as bicicletas. Evite também circular com carga excessiva. Os números mostram que cada 50 quilos de carga a mais aumenta o consumo de combustível entre 1% e 3%.


10 - Opte por usar os transportes públicos

Para muitas famílias, o recurso aos transportes públicos não é uma opção. Mas para as pessoas que têm uma boa e eficiente rede de transportes públicos, usar esta alternativa pode fazê-lo poupar alguns euros por mês. Imagine, por exemplo, o caso de uma pessoa que viva na linha de Sintra e tenha de se deslocar todos os dias a Lisboa. Se optar por apanhar transportes públicos (como o comboio, metro ou autocarro) e usar o passe social LT123, esta opção custar-lhe-á 55 euros por mês. Se optar por se deslocar de carro, provavelmente terá de atestar o seu automóvel a gasolina duas vezes por mês, o que a preços actuais se saldará numa factura mensal de 120 euros.

Fonte: Económico

publicado por adm às 14:02 | comentar | favorito